pedagogia

DOSSIER 2 – 4º ano Pedagogia, IE, UFMT - 2018
ementa da disciplina (Michèle Sato):  
https://1drv.ms/f/s!ArAwKvScjHNvgYVXZcp-W-P5DQam2g

ARTIGOS
[1] ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, n. 113, 51-64, 2001.

[2] CATANI, Denice. Por uma pedagogia da pesquisa educacional e da formação de professores na universidade. Educar em Revista, n. 37, 77-92, 2010.

[3] FERREIRA, Liliana. A pesquisa educacional no Brasil: tendências e perspectivas. Contrapontos, v. 9, n. 1, 43-54, 2009.

[4] GATTI, Bernadete. Pesquisa, educação e pós-modernidade: confrontos e dilemas. Cadernos de Pesquisa, v. 35, 595-608, 2005.

[5] LÜDKE, Menga; CRUZ, Giseli. Aproximando universidade e escola da educação básica pela pesquisa. Cadernos de pesquisa, v. 35, n. 125, 81-109, 2005.

[6] LUDWING, Antônio. Métodos de pesquisa em educação. Educação em Revista, v. 14, n.2, p. 7-32, 2014.

[7] MACEDO, Elizabeth; SOUSA, Clarilza. A pesquisa em educação no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v.15, n.43, 166-176, 2010.

[8] MORAN, José. Como utilizar a Internet na educação. Ciência da Informação, v.26, n.2, 1-8, 1997.

[9] ROSA, Sanny. O sentido da pesquisa na formação inicial de professores: políticas e práticas do curso de pedagogia. Avaliação educacional, v. 21, n. 47, 591-610, 2010.

[10] SHUGONUV-NETO, Alexandre; MACIEL, Lizete. A importância da pesquisa para a prática pedagógica dos professores que atuam na educação superior brasileira: algumas discussões iniciais. Revista Brasileira de Docência, Ensino e Pesquisa em Administração, v. 1, n.1, 4-23, 2009.

*** SE algum link oficial não funcionar, todos os textos em:
https://1drv.ms/f/s!ArAwKvScjHNvgYVCx3fe24s45oRdoQ


VISITAR:

--> Relação de diversos periódicos científicos

--> Artigos publicados pelo GPEA

--> Banco de teses e dissertações GPEA

--> Livro seduc: educação ambiental em várias disciplinas da educação básica

.
.................................................................
DOSSIER 1 – 3º ano Pedagogia, IE, UFMT - 2017
Ementa da disciplina (Michèle Sato): https://1drv.ms/b/s!ArAwKvScjHNvgYVWuOjkhLHHWIAj0A


SUGESTÕES DE LEITURA DA KÁTIA ALONSO
[1]
ALVES, Carla Juliana Galvão; CALSA, Geiva Carolina  e  MORELI, Luciléia de Souza. Narrativas biográficas: a formação docente do ponto de vista do aprendente. Constr. psicopedag. [online], vol.23, n.24, p. 77-89, 2015.

[2]
AMORIM, Ivonete; SANTOS, Geisa; VIRGILIO, Janete. O memorial na formação do pedagogo: narrativas de um processo dialógico. Revista Cairu, Nº 1 - Ano 1, Jun/Jul, p. 1-14,  2012.

[3]

FREITAS, Dayse, SOUZA, Arlindo. Uberlândia: UFU, Olhares e Trilhas, v.5, n.5 (jan./dez.)., p. 1-10, 2004.


[4]
MORAES, Cineri F. NARRATIVAS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA DE PROFESSORAS: SINAIS DE REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA. Caxias do Sul: Congresso Internacional de Filosofia e Educação, 2010 – Anais.

[5]
OLIVEIRA, Iara. A formação docente pela lente do memorial como instrumento de reflexão. Ouro Preto, UFOP: X Simpósio de Formação e Profissão Docente (SIMPOED) -  GD7 – Formação de Professores que Ensinam Matemática., Anais, p. 1-12, 2015. [http://www.ufjf.br/ebrapem2015/files/2015/10/gd7_iara_deoliveira.pdf] acesso em 05/07/2017.

[6]
SILVA, Daniele; SIRGADO, Angel; TAVIRA, Larissa. Memória, narrativa e identidade profissional: analisando memoriais docentes. Campinas: Unicamp, Cad. Cedes, vol. 32, n. 88, p. 263-283, set.-dez., 2012.

......................
COMPLEMENTAÇÃO - 2017
MICHÈLE SATO
[7]
ABRAHÃO, Maria Helena M. B. Memoriais de formação: a (re)significação das imagens lembranças, recordações-referências para a pedagoga em formação. Porto Alegre: PUC-RS, Redalyc, vol. 34, núm. 2, mayo-agosto, p. 165-172, 2011.

[8]
ALBUQUERQUE, Mayra P.; FRISON, Lourdes M.; PORTO, Gilceane.
Memorial de formação escrito no decorrer da prática docente: aprendizagens sobre alfabetização e letramento. Brasília: Rev. Bras. Estud. Pedagog. (RBEP online), v. 95, n. 239, p. 73-86, jan./abr. 2014.

[9]
PEREIRA, Marcelo; SATO, Eliana.  Pedagogia do Flâneur (ou, do problema do contato em contextos formativos). Porto Alegre: UFRGS, Currículo sem Fronteiras, v. 16, n. 2, p. 242-254, maio/ago. 2016.  

[10]
PRADO, Guilherme V. T.; SOLIGO, Rosaura A. Memorial de formação: quando as memórias narram a história da formação. In: PRADO, G. G., V. T; SOLIGO, R. (Org.). Porque escrever é fazer história: revelações, subversões, superações. 2.ed. Campinas: Alínea, 2007. v.1, p.45-60.

[11]

SARTORI, Adriane. O gênero discursivo “memorial de formação. Campinas: Unicamp, Seta, v. 1, p. 1-7, 2007.


[12]
SAVELI, Esméria. Narrativas autobiográficas de professores: um caminho para a compreensão do processo de formação. Ponta Grossa: UEPG, Práxis Educativa, vol. 1, núm. 1, janeiro-junho, pp. 94-105, 2006.

[13]
SILVA, Jane Q. O memorial no espaço da formação acadêmica: (re)construção do vivido e da Identidade. Florianópolis: UFSC, Perspectiva, v. 28, n. 2, 601-624, 2010.

SE algum link oficial não funcionar, todos os textos em:

Pau Brasil - Horto Florestal, Cuiabá, MT
aula de campo em julho 2017 (Michèle Sato)


Dicas de ABNT

http://rizomas.net/cultura-escolar/bases-de-dados/208-regras-para-citacao-e-referencias-abnt.html


Educação Ambiental - diversos (explore este blog!)
*

Post a Comment