MANIFESTOS

 If you are neutral in situations of injustice, 
you have chosen the side of the oppressor.
~ Desmond Tutu
[Se você for neutro em situações de injustiça, você escolheu o lado do opressor]


OBRIGADO!

Esta única palavra talvez expresse a renovação e o fortalecimento do nosso compromisso com uma universidade a serviço de toda a sociedade, realizando suas atividades de pesquisa e educação (ensinagem e extensão dialógica) para o bem comum.

Responsabilidade individual e coletiva com a melhoria das condições existenciais se materializa, por exemplo, em "terra, teto e trabalho para todos". A Jornada Universitária pela Reforma Agrária - JURA fortaleceu-se como um manifesto nesse sentido, a partir das cartas de apoio e solidariedade que recebemos de vocês.

Obrigado a cada pessoa, instituição, movimento social e organização que se manifestou contra a sindicância aberta pela diretoria da ESALQ/USP, por ter sido um Manifesto em defesa da liberdade de expressão, por meio do pesquisar e educar, e da democracia, mas também por ser uma explicitação do desejo de uma Universidade comprometida com a reforma agrária, a agroecologia e a agricultura familiar.

Obrigado por dizerem em alto e bom som, junto com a JURA, que queremos uma Universidade de estudos, pesquisa e ações educadoras voltadas à inclusão, na diversidade, de todos os humanos, com respeito e gratidão aos não humanos que compartilham esta Terra.

Anexo segue uma carta de agradecimento, assinada pelas entidades que organizaram a JURA 2017 na Esalq/USP. Solicitamos que a divulguem amplamente.

Marcos Sorrentino
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 CARTA ABERTA DE AGRADECIMENTO

          Nós que construímos a Jornada Universitária de Apoio à Reforma Agrária (JURA), em abril de 2017, na ESALQ gostaríamos de agradecer a todas as instituições, entidades, pessoas e movimentos sociais o apoio à luta por uma Universidade dialógica e comprometida com toda a sociedade, em especial com os setores mais empobrecidos e marginalizados.
          Agradecemos também à discordância frente a sindicância aberta supostamente para apurar as responsabilidades na utilização do gramado central da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP na realização de uma oficina, chamada de “lona preta”, sem um único dano ao gramado, onde integrantes do MST contavam sobre a realidade de viver sob barracos e da luta pela reforma agrária popular, um tema primordial numa Universidade, essencialmente, voltada às questões agrárias.
          Todas as manifestações que foram recebidas podem cumprir um papel positivo, de incentivo à reflexão sobre o papel da Universidade e da educação e política ambiental junto a sociedade brasileira.
          Muitos servidores, funcionários e ex-estudantes da Universidade acreditam nesta perspectiva e assim atuam, mas ainda somos reféns de um passado que insiste em não abrir as portas para o novo, que pode ser representado pelo ideário ambientalista e educador ambientalista, agroecológico e comprometido com a diversidade biológica e cultural, de gênero, raciais e de distintas opções de vida, sejam as do campo da sexualidade humana, sejam as alimentares, sejam as de indumentárias ou qualquer outra que retrate a singularidade humana e os caminhos idiossincráticos para o desenvolvimento humano integral.
          Todas as manifestações que acolhemos e imprimimos com gratidão, serão entregues na quarta-feira (22/11), às 10:30 para que sejam fomentadoras do diálogo e da compreensão.
Convidamos a todas e todos para estarem também presentes no dia 28/11, terça-feira, a partir das 17 horas, quando faremos uma mesa redonda com o tema: “Universidade a serviço da sociedade: reforma agrária, agricultura familiar, agroecologia e liberdade de expressão
          O diálogo, temos convicção, é a principal ferramenta de transformação para as Sociedades Sustentáveis e para o Bem Viver e aqui nos colocamos em disposição.

Abraços fraternos

Articulação Regional de Agroecologia de Piracicaba - ARAPira
Associação Brasileira de Estudantes de Engenharia Florestal – ABEEF
Centro Acadêmico de Engenharia Florestal - CAEF
Comissão Pastoral da Terra – CPT
Diretório Central dos Estudantes - DCE
Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil – FEAB
Frente Brasil Popular
Frente Povo Sem Medo
Grupo de Extensão de São Pedro - GESP
Grupo de Trabalho em Direitos Humanos - GTDH
Juventude Anticapitalista - RUA
Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca
Levante Popular da Juventude
Movimento dos Atingidos por Barragem - MAB
Núcleo de Agroecologia – NHEENGATU
Núcleo de Apoio à Cultura e Extensão em Educação e Conservação Ambiental - NACE PTECA
Ordem Ortodoxa Sanjoanita
Programa de Educação Tutorial – PET Ecologia
Projeto Assentamentos Agroecológicos - PAA
União da Juventude Comunista - UJC

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
BRIEFING PARA IMPRENSA - SUGESTÃO DE PAUTA
por Franklin

Ampliam-se manifestações em defesa da liberdade de expressão no caso que envolve a ESALQ/USP e a JURA

O patrulhamento ideológico caracterizado pela abertura de uma Comissão de Sindicância pela direção da ESALQ/USP, a fim de apurar atividade de extensão universitária em que o Professor Marcos Sorrentino promoveu com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), gerou uma enxurrada de manifestações de críticas à posição da direção da universidade e em defesa da liberdade de expressão e da Jornada Universitária de Apoio à Reforma Agrária - JURA (https://www.adusp.org.br/index.php/demousp/2959-esalq-sorrentino). 

Em solidariedade ao caso, foram assinados por quase 300 entidades (coletivos, redes, movimentos etc), do Brasil e do exterior, uma “Nota em defesa da democracia, da agroecologia e da reforma agrária e de repúdio ao cerceamento da livre expressão” (ver abaixo), além de outros 4 manifestos de professores, entidades e indivíduos. 

Personalidades como o professor da Universidade de Coimbra (Portugal), Boaventura de Sousa Santos (ver em: https://youtu.be/NUjSxCkdOwA) e o líder do MST, João Pedro Stédile, dentre outras, também gravaram palavras em solidariedade ao professor Sorrentino e em defesa da liberdade de expressão e democratização da universidade. 



A nota e os manifestos referidos serão formalmente entregues em ato no próximo dia 22 de novembro (às 10:30), ao Diretor da ESALQ/USP. As manifestações sobre o caso terão sequência, por exemplo, por meio da Mesa Redonda na ESALQ/USP: "Universidade como Patrimônio Público a serviço da sociedade: reforma agrária, agricultura familiar, agroecologia e liberdade de expressão”, no dia 28/11, às 17h.

O caso, divulgado pelo Informativo Adusp 443, cuja versão digital foi ao ar em 1º/11, vem obtendo grande repercussão fora da USP e, mesmo, fora do Brasil.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Outras fontes:
03/11/2017 - ADUSP 
Professor da USP sofre sindicância por organizar atividade acadêmica com MST

03/11/2017 - REVISTA FÓRUM
Triagem ideológica: Professor é submetido à sindicância por organizar atividade acadêmica com MST

06/11/2017 - ADUSP 

07/11/2017 - OUTRAS PALAVRAS
Plantar o futuro

16/11/2017 - BOLETIM da ANPEd
Professor é submetido à sindicância por organizar atividade acadêmica com MST

17/11/2017 - LE MONDE DIPLOMATIQUE, Brasil 
Universidade, reforma agrária e liberdade acadêmica
http://diplomatique.org.br/esalq-mst

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
MOBILIZAÇOES POLÍTICAS

Cuiabá: IFMT & UFMT & MOVIMENTO REBELIÃO




 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
3 MANIFESTOS PELA LIBERDADE, EDUCAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA
(1) MANIFESTO COLETIVO DE ENTIDADES, GRUPOS E MOVIMENTOS
Movimento Rebelião
Ou enviar nome da entidade por extenso para michelesato@gmail.com

 manifesto final com 273 signatários

NOTA EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DE REPÚDIO
AO CERCEAMENTO DA LIVRE EXPRESSÃO

As instituições de pesquisa, movimentos sociais, coletivos, entidades governamentais e ONGs, abaixo assinados manifestam-se a favor da livre expressão na Universidade e repudiam com veemência a instalação de uma Comissão Sindicante e a convocatória do Professor Marcos Sorrentino e de outro servidores para uma oitiva pela direção da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), da Universidade de São Paulo (USP) com a finalidade de investigar uma atividade acadêmica organizada em conjunto com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e outras 20 entidades e grupos de extensão que atuam em Piracicaba.

De caráter nitidamente intimidatório e autoritário, a ação também denota triagem ideológica dada a seletividade e diferença de tratamento demonstrado em relação a outros eventos (de perfis mercadológicos), em detrimento a este, essencialmente social e voltado para uma justa causa (da agricultura familiar, da agricultura campesina e da agroecologia) que remonta a desafios históricos e estruturais que o nosso país ainda não superou, relacionados à questão da concentração fundiária, da desigualdade social e da degradação ambiental.

Ao invés de adotar a prática democrática do diálogo para a busca de eventuais esclarecimentos ou entendimentos, optou-se por utilizar a frieza de um procedimento formalmente burocrático, imprimindo ao ambiente desta instituição pública os signos de um tempo de exceção e obscurantismo que torna a assombrar o país. Este assombro também se expressa por meio das múltiplas faces e ações derivadas do golpe em curso desde agosto de 2016, lesionando não apenas a Constituição de 1988 e o estado democrático de direito, mas também ameaçando direitos sociais essenciais e a soberania nacional.

A característica do ato burocrático empreendido pela Comissão Sindicante instalada pela ESALQ/USP se soma a uma indigesta agenda regressiva e epistemologicamente colonizadora, que se vale de antivalores como a apologia do ódio ao diferente, de escolas sem pensamento crítico, de criminalização de movimentos sociais, de censura e outras expressões de barbárie.

Entendemos também que este ato vai contra os princípios de uma universidade democrática, comprometida com a sociedade e que busca o diálogo para a construção de um mundo mais justo e solidário.

Por tudo isso, e também por vermos afrontada a trajetória digna, solidária, altiva e luminosa de um grande mestre (inconfundivelmente comprometido com um Brasil, uma América Latina e um mundo mais justo, pacífico, democrático e sustentável, é que manifestamos a nossa indignação contra a tentativa de naturalização da opressão.

Esperamos que a nossa expressão reverbere em apoio a todos os servidores da USP e todas as pessoas que lutam pela reforma agrária, às organizações de base e aos movimentos sociais, assim como em uma universidade mais comprometida com o povo e que contribua para o restabelecimento da democracia no nosso país.

Nenhum direito a menos!
Por uma universidade democrática!
Pela anulação do golpe!
Pela volta da democracia!

Assinam o manifesto:
(*) entidades internacionais
  1. MOVIMENTO REBELIÃO
  2. Area de Educación Ambiental-Ministerio de Educación y Cultura- Uruguay (*)
  3. Argonautas Ambientalistas da Amazônia
  4. Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro – AARJ
  5. Articulação Nacional de Agroecologia, ANA
  6. Articulação Regional de Agroecologia de Piracicaba – ARA Pira
  7. Associação Amigos do Memorial da Classe Operária – UGT
  8. Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica - ABD
  9. Associação Brasileira de Agroecologia – ABA
  10. Associação Brasileira de Estudantes de Engenharia Florestal (ABEEF)
  11. Associação Brasileira de Homeopatia Popular, ABHP
  12. Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT
  13. Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais da Educomunicação - ABPEducom
  14. Associação Brasileira de Reforma Agrária
  15. Associação Brasileira de Saúde Popular - Abrasp/ BIO SAÚDE
  16. Associação Cultural e Ecológica Pau Brasil
  17. Associação dos Docentes da Unirio, Adunirio, seção sindical do Andes-SN
  18. Associação dos Pós-Graduandos da ESALQ (APG-ESALQ)
  19. Associação dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente e do PECMA, ASIBAMA/SC
  20. Associação dos Servidores Públicos Federais da Carreira de Especialista em Meio Ambiente do Estado do Amazonas – ASCEMA/AM
  21. Associação Ecocidade
  22. Associação em Defesa da Cidadania, Direitos Humanos, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Seropédica, ACIDHADES /RJ
  23. Associação em Defesa da Cidadania, Direitos Humanos, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - ACIDHADES
  24. Associação Franciscana de Defesa de Direitos e Formação Popular
  25. Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Meio Ambiente - Ascema Nacional
  26. Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ambiente e Sociedade - ANPPAS
  27. Associação Nacional de Travestis e Transexuais, ANTRA
  28. Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente, ASCEMA - AM
  29. Associação para Proteção Ambiental de São Carlos (APASC)
  30. Associação Portuguesa de Educação Ambiental (*)
  31. Associação Veracidade Ação Popular Socialista (APS) São Carlos
  32. Blog Negro Belchior - Carta Capital
  33. Casarão Barrufada, Mineiros - GO
  34. Central Única das Favelas, CUFA
  35. Central Única dos Trabalhadores, CUT-SP
  36. Centro Acadêmico AgroFlor&Ser, do curso de Agroecologia da UFPR - Setor Litoral
  37. Centro Acadêmico de Ciências Biológicas - UESB
  38. Centro Acadêmico de Engenharia Florestal (CAEF) ESALQ/USP
  39. Centro Burnier Fé e Justiça, CBFJ
  40. Centro de Direitos Humanos Dom Máximo Biennès, CDHDMB
  41. Centro de Direitos Humanos Dom Pedro Casaldáliga
  42. Centro de Educação Ambiental Genesis
  43. Centro de Estudos Ambientais (CEA)
  44. Centro de Estudos de Geografia do Trabalho, CEGeT - FCT-Unesp – Presidente Prudente
  45. Centro de Pastoral para Migrantes
  46. Centro de pesquisas e estudos agrários e ambientais – CPEA, Unesp campus de Marília
  47. Cine Clube Nelson Pereira dos Santos, Jataí- GO
  48. Cineclube Socioambiental "EM PROL DA VIDA"
  49. Clube de Observadores de Aves do Alto Pantanal – COAAP, CÁCERES, MT
  50. Coletivo Agroecologia na Periferia de BH
  51. Coletivo Cuesta Educador - Botucatu/ SP
  52. Coletivo Educador de Bertioga, SP
  53. Coletivo Educador Ipê Roxo
  54. Coletivo Educador Municipal de Foz do Iguaçu
  55. Coletivo Educador Rio Moji Guaçu
  56. Coletivo Horta di Gueto
  57. Coletivo Jovem de Meio Ambiente do Amazonas
  58. Coletivo Lentes Periféricas, SP
  59. Coletivo Memórias do Mar, SC
  60. Coletivo NASA - Núcleo de Ações Socioculturais Ativista - Santo André/SP
  61. Coletivo Sarau do Ernesto, SP
  62. Coletivo Sarau na Galeria, Suzano/SP
  63. Comissão Camponesa da Verdade
  64. Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental- MT
  65. Comissão Pastoral da Terra, CPT do estado de São Paulo
  66. Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Apodi Mossoró - CBHAM
  67. Comitê de Bacia: Ong Vivacidade
  68. Comitê Goiano de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno
  69. Comunidade Educacional de Pirenópolis, COEPi - GO
  70. Comunidades Aprendentes em Educação Ambiental, Ciências e Matemática da FURG
  71. Conselho Indigenista Missionário, CIMI
  72. Consulta Popular, MT
  73. Cultura Alimentar e Comercialização Justa, CAJAN
  74. Curso de Especialização em Educação Ambiental Campesina, EAC-UFMT [2016-18]
  75. Curso de Especialização em Educação Ambiental e Sustentabilidade do Centro Universitário Fundação Santo André
  76. Departamento de Apoio à Educação Ambiental – DeAEA/UFSCar
  77. Departamento de Ciências Biológicas da UESB/Jequié
  78. Educadores Ambientales en Red de Argentina (*)
  79. Educadores em Luta - Professores do Partido da Causa Operária
  80. Embrapa Pantanal/UFMT
  81. Escola de Ativismo
  82. Escola Popular de Planejamento da Cidade / UNILA
  83. Estação de Permacultura de Yvy Porã, SC
  84. Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional, FASE-RJ
  85. Fora do Eixo
  86. Fórum Capixaba de Lutas Sociais
  87. Fórum de combate ao uso de agrotóxicos: soberania alimentar e agroecologia - UNIFAL-MG
  88. Fórum de Direitos Humanos e da Terra, FDHT-MT
  89. Fórum Mato-Grossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento, FORMAD
  90. Fórum Nacional da Sociedade Civil nos Comitês de Bacias Hidrográficas, FONASC
  91. Frente Brasil Popular de Rio Verde e Sudoeste Goiano
  92. Fundo Brasileiro de Educação Ambiental, FunBEA
  93. Gescult Apoio Adm. e Cultural / Gescult
  94. Grupo Colligat - (re)pensando a formação de professores de ciências e biologia (ICB/UFG)
  95. Grupo Curare de Permacultura - Botucatu/SP
  96. Grupo de Direitos Humanos da ESALQ – GTDH
  97. Grupo de Educação Ambiental da Internet, GEAI
  98. Grupo de Educação Ambiental da UFPA
  99. Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Ambiental – GEPEA, UFSCar
  100. Grupo de Estudo e Pesquisa em Química Verde, Sustentabilidade e Educação, UFSCar
  101. Grupo de Estudos da Localidade – Grupo ELO / USP
  102. Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental do Estado de Sergipe - GEPEASE
  103. Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis – GEPEAS
  104. Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental, Diversidade e Sustentabilidade, GEPEADS-UFRRJ
  105. Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental, Políticas Públicas e Gestão Social dos Territórios - GEPET, UNEB
  106. Grupo de Estudos e Pesquisa em Ordenamento Territorial e Ambiental - GEPOTA / UNEMAT
  107. Grupo de Estudos e Pesquisas em Ecologia Política, UFF
  108. Grupo de estudos e pesquisas em Educação Ambiental da UFJF
  109. Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Ambiental Dialógica e Educação Popular Freireana, UFC
  110. Grupo de Estudos em Agricultura Urbana – NEA AUÊ! / UFMG
  111. Grupo de Estudos em Agrobiodiversidade do MDA
  112. Grupo de Estudos em Educação Ambiental desde el Sur - Geasur, Unirio
  113. Grupo de Estudos em Educação, Cultura e Meio Ambiente/UFPA
  114. Grupo de Estudos em Gestão Ambiental da Unesp de Ilha Solteira
  115. Grupo de estudos em manejo agroecológico dos solos, Gemas ater UFG
  116. Grupo de Estudos Merleau-Ponty & Educação - GEMPO, UFMT
  117. Grupo de Estudos Sobre Os Fundamentos da Educação Ambiental Popular, FURG
  118. Grupo de Extensão de São Pedro, GESP-Esalq
  119. Grupo de Extensão e Trabalho em Direitos Humanos da Esalq
  120. Grupo de Organização JURA ESALQ 2017
  121. Grupo de Pesquisa Ágora: A Temática Ambiental e o Processo Educativo, Unesp, Rio Claro
  122. Grupo de Pesquisa Análise e Planejamento Ambiental da Paisagem e Educação Ambiental - AnPAP-EA/UNISUL
  123. Grupo de Pesquisa Educação Estudos Ambientais e Sociedade – GEEAS, Univali
  124. Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental – GPEA, Unesp Bauru
  125. Grupo de pesquisa em educação ambiental e formação de educadores, USP – SP
  126. Grupo de Pesquisa em Formação e Conscientização Ambiental – Univille, SC
  127. Grupo de Pesquisa em Gestão e Educação Ambiental (PGEA), Unesp Tupã
  128. Grupo de Pesquisa em Movimentos Sociais e Educação, UFMT
  129. Grupo de Pesquisa Enfermagem, Saúde e Cidadania - UFMT
  130. Grupo de Pesquisa SobreNaturezas, RS (CNPq)
  131. Grupo de pesquisa: organizações e democracia -Unesp -Marilia
  132. Grupo de Reflexão e Ação em Educação Ambiental - GRAEA / USP
  133. Grupo de Trabalho de Mulheres da Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro - AARJ
  134. Grupo de Trabalho em Educação Ambiental, GT 22 - ANPEd
  135. Grupo Ecológico Rio das Contas – GERC
  136. Grupo Gestor do Programa de Educação Ambiental na Agricultura Familiar
  137. Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte, GPEA-UFMT
  138. Grupo PET Conexões de Saberes "Diferentes Saberes e Fazeres na UFMT"
  139. Grupo PET Conexões de Saberes "Educação Ambiental na UFMT"
  140. Grupo PET Conexões de Saberes "Universidade, Saúde e Cidadania na UFMT”
  141. Grupo TERRA - Territórios Rurais e Reforma Agrária
  142. GWATÁ/UEG - Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo da Universidade Estadual de Goiás
  143. Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade
  144. Instituto Caracol, ICA
  145. Instituto de Permacultura Ecovida São Miguel
  146. Instituto de Salud Socioambiental Fac Cs Médicas (UNR/Rosário-Argentina) (*)
  147. Instituto Ecoar pela Cidadania
  148. Instituto Eparreh - Estudos e Práticas Agroecológicas e o Re Encantamento Humano
  149. Instituto Futuro Solidário
  150. Instituto Gaia
  151. Instituto Giramundo Mutuando
  152. Instituto Humana Raça Fêmina – INHURAFE
  153. Instituto Ibá de Agroecologia
  154. Instituto Kairós
  155. Instituto Mato-grossense de Direito e Educação Ambiental, IMADEA-MT
  156. Instituto Paulo Freire
  157. Instituto Pró Terra
  158. Instituto Rede Ecodespertar
  159. Instituto Socioambiental del Sur. Escuela de la sustentabilidad – Paraguay (*)
  160. Instituto Teko Porã Amazônia
  161. Instituto Terra Mater - Piracicaba/SP
  162. Laboratório de Educação Ambiental - LEA UFSCar
  163. Laboratório de Educação Ambiental (LEA/CTTMar/UNIVALI)
  164. Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca ESALQ
  165. Laboratório de Etnobiologia e Etnoecologia LETNO - UEFS
  166. Laboratório de Investigações em Educação, Ambiente e Sociedade – LIEAS, UFRJ
  167. Laboratório de Pesquisa e Ação em Educação Ambiental, LAPEAr, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  168. Laboratório de Sistemática e Ecológica Vegetal – UERN
  169. Laboratório Interdisciplinar de Formação do Educador - LAIFE/DEdIC/FFCLRP/USP
  170. Laboratório Justiça Territorial, LabJuta – UFABC
  171. Levante da Juventude
  172. Licenciatura em Ciências Agrícolas da UFRPE
  173. Mater Natura - Instituto de Estudos Ambientais
  174. Movimento Camponês Popular- MCP GO
  175. Movimento Ciência Cidadã, MCC
  176. Movimento de Educação Popular da América Latina e Caribe – CEAAL
  177. Movimento dos Atingidos por Barragens - MAB
  178. Movimento dos Pequenos Agricultores - MPA
  179. Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, MST-BR
  180. Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, MST-MT
  181. Movimento Feminista Maria sem Vergonha, AM
  182. Movimento Socioambiental Caminhos das Águas
  183. Movimento Urbano de Agroecologia, Rede MUDA-SP
  184. Mutirão Agroflorestal
  185. NEA AUÊ! - Grupo de Estudos em Agricultura Urbana / UFMG
  186. Núcleo Agrário do PT na Câmara dos Deputados
  187. Núcleo de Agroecologia APETÊ-CAAPUÃ/UFSCar
  188. Núcleo de Agroecologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros
  189. Núcleo de Agroecologia do Cerrado Mineiro -Nacem - UFU
  190. Núcleo de Agroecologia e Campesinato da UFVJM
  191. Núcleo de Apoio à Cultura e Extensão em Educação e Conservação Ambiental – NACE PTECA ESALQ
  192. Núcleo de Direitos Humanos de Rio Verde e Sudoeste Goiano
  193. Núcleo de Educação do Campo e Agroecologia, UFV
  194. Núcleo de ensino, pesquisa e extensão em agroecologia - Nepea-SC
  195. Núcleo de Estudo, Pesquisa, Extensão e Agricultura Orgânica Cajuí - NEA Cajuí
  196. Núcleo de Estudos em Agroecologia - Nea Trilhas UEFS, BA
  197. Núcleo de Estudos em Agroecologia Cantuquiriguaçu, Campus Laranjeiras do Sul, UFFS
  198. Núcleo de Estudos em Agroecologia e Nova Cartografia Social, UFRB
  199. Núcleo de Estudos em Agroecologia, ARANDU do IFES Campus Santa Teresa
  200. Núcleo de Estudos em Agroecologia, NEA IFSP Matão
  201. Núcleo de Estudos em Agroecologia, NEA Inconfidentes
  202. Núcleo de estudos em Agroecologia, UPF (NEA-UPF)
  203. Núcleo de Estudos em Ecologia da Paisagem e Conservação, Neepc- UFSCar Sorocaba
  204. Núcleo de Estudos em Educação e Agroecologia na Amazônia, IFPA Castanhal
  205. Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Agricultura Familiar, NEAF, UFG - Campus Jataí
  206. Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária, NERA -  FCT- Unesp – Presidente Prudente
  207. Núcleo de Permacultura da UFSC - NEPerma/UFSC
  208. Núcleo de Pesquisa em Gênero, NUEPOM-UFMT
  209. Núcleo de Pesquisa, Extensão e Educação Ambiental NUPEEA /UFSB – BA
  210. Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Estudo em Educação Ambiental (NIPEEA) UFES
  211. Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão Científica em Agroecologia, NIA – UFRRJ
  212. Núcleo UnB de agroecologia
  213. O Movimento Camponês Popular- MCP GO
  214. Ordem Ortodoxa San Joanita
  215. OUTRAS MARGENS: Grupo de Estudos, Pesquisas e Ações em Educação Ambiental da UNICAMP
  216. Ouvidoria Geral da Defensoria Pública MT
  217. Partido Comunista Brasileiro (PCB)
  218. Ponto de Cultura Rural RJ
  219. Pós Ativa, Voz Ativa! - Coletivo de Pós-Graduação da USP
  220. Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe - IPPRI-Unesp-SP
  221. Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, PPGEA – FURG
  222. Programa de Pós-Graduação em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Local da Amazônia, Ppgedam/NUMA/UFPA
  223. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da Universidade Federal do Paraná PPGMADE/UFPR
  224. Programa Escolas Sustentáveis - Unifesp
  225. Projeto Cala Boca Já Morreu
  226. Projeto Contribuindo para a Ambientalizacão da FFCLRP/USP
  227. Projeto e Sala Verde Arte na Terra de Educação Ambiental
  228. Projeto SustentABC, SP
  229. Red de Educación Ambiental de Tierra del Fuego, REA TDF – Argentina (*)
  230. Red Uruguaya ONGs Ambientalistas (*)
  231. Rede Acreana de Educação Ambiental
  232. Rede Agroecologia Centro-Oeste
  233. Rede Brasileira de Comunicação Ambiental, REBECA
  234. Rede Brasileira de Educação Ambiental, REBEA
  235. Rede DATALUTA - Banco de Dados da Luta pela Terra
  236. Rede de Economia Solidária de Piracicaba, ResPira
  237. Rede de Educação Ambiental da Alta Paulista (REAP)
  238. Rede de Educação Ambiental da Paraíba - REAPB
  239. Rede de Educação Ambiental de Alagoas (REAAL)
  240. Rede de Educação Ambiental de Mato Grosso do Sul, REAMS
  241. Rede de Educação Ambiental de Rondônia, REARO
  242. Rede de Educação Ambiental de São Carlos (REA-SC)
  243. Rede de Educação Ambiental do Cerrado, REACERRADO
  244. Rede de Educação Ambiental do Paraná /REA/PR
  245. Rede de Educação Ambiental do Rio de Janeiro, REARJ
  246. Rede de Educação e Informação Ambiental de Goiás, REIA-GO
  247. Rede de Educadores Ambientais de Barretos -  REAB
  248. Rede de Sistemas Agroflorestais Agroecológicos do Sul do Brasil (Rede SAFAS)
  249. Rede Internacional de Pesquisadores em Educação Ambiental e Justiça Climática, REAJA (*)
  250. Rede Lusófona de Educação Ambiental, REDELUSO (*)
  251. Rede Mato-Grossense de Educação Ambiental, REMTEA
  252. Rede Nacional de Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade, REJUMA
  253. Rede Paraense de Educação Ambiental
  254. Rede Paulista de Educação Ambiental - REPEA
  255. Rede ProsEAndo – Ribeirão Preto
  256. Rede Sergipana de Agroecologia -RESEA
  257. Rede Sul-Brasileira de Educação Ambiental, REASul
  258. Rede Temática Materiais de Educação Ambiental / REMATEA
  259. Rede Trilha da Vida de Formação em Educação Ambiental por Biomas Brasileiros
  260. Rede Universitária de Programas de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis, RUPEA
  261. Rizoma, UEFS
  262. Sala Verde- Centro de Integração Socioambiental, da UFRRJ
  263. Sala Verde Observatório de Educação, Saúde, Cidadania e Justiça Socioambiental - Vale do Itajaí -SC
  264. Sala Verde, da Universidade Federal de Sergipe
  265. Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo, APEOESP
  266. Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Mato Grosso, Sindsep-MT
  267. Sindicato Nacional dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento agropecuário - Seção Solos, SINPAF-RJ
  268. Sítio Santa Felicidade, CSA
  269. Sociedad Amigos del Viento – Uruguay (*)
  270. Sociedade Angrense de Proteção Ecológica - SAPE
  271. Sociedade Galega de Educación Ambiental (*)
  272. Uneafro Brasil
  273. União da Juventude Comunista (UJC)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
(2) MANIFESTO INDIVIDUAL DE PROFESSORES E PESQUISADORES 
Universidade de Brasília - UnB
Enviar via email para irineu.tamaio@gmail.com
Brasília, DF, 09 de novembro de 2017.

Ao Senhor
Diretor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) – USP
Prof. Dr. Luiz Gustavo Nussio
Piracicaba – SP.

Nós, educadore(a)s e pesquisadore(a)s das Instituições de Ensino Superior, repudiamos o processo de sindicância instaurada pela direção da unidade em que o Prof. Dr. Marcos Sorrentino atua, cuja finalidade é investigar uma atividade acadêmica organizada pelo Laboratório de Educação e Política Ambiental (OCA, ao qual pertence o professor Sorrentino) em conjunto com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
O Prof. Marcos Sorrentino é uma das maiores referências para o pensamento ambiental latino-americano e para a educação ambiental. Atuou como diretor de Educação Ambiental no Ministério do Meio Ambiente (2003-2008), na gestão da Ministra Marina Silva. Possui em sua trajetória de vida e profissional, mais de 30 anos de luta por uma sociedade mais justa e igualitária, e sempre fez isso por meio do diálogo e com ações, projetos e iniciativas no campo da Educação.
Sua trajetória como acadêmico, como educador-transformador, cidadão brasileiro comprometido com uma nação mais justa, solidária, democrática, sustentável e como cidadão planetário tem todo nosso apoio e respeito.
Causou-nos estranheza a abertura de uma sindicância nessa quarta edição da Jornada pela Reforma Agrária, sobretudo, em um contexto histórico de intenso patrulhamento ideológico exercido por movimentos e instituições conservadoras, em que se propõe a destituição do educador Paulo Freire como patrono da educação brasileira e também de ataques às artes e aos museus que as expõem.
Soma-se a esse contexto, as propostas de revogação do Estatuto do Desarmamento que podem levar à legalização de milícias de latifundiários para "defender" seu patrimônio,  em que unidades de conservação, terras indígenas e territórios quilombolas voltam a ser tratados como entraves ao "desenvolvimento", em que o Brasil bate recordes de assassinatos de lideranças camponesas e ambientalistas, por resistirem em seus espaços vitais contra a apropriação dos seus territórios pelo capital.
Por isso, externamos nessa carta o nosso repúdio e a mais intensa preocupação com as formas de intimidação àquele(a)s que atuam nas Universidades com o compromisso social de problematizar e refletir, em parceria com os movimentos sociais agrários, temas cruciais para a construção de uma nação soberana, tais como: os modelos de agricultura colocados em prática, a condição arcaica de matriz exportadora de matéria-prima, a situação da agricultura familiar e a brutal desigualdade social e de distribuição da terra em nosso País.

Respeitosamente,

Assinam:  
  1. Prof. Dr. Irineu Tamaio (UnB)
  2. Prof. Dr. Sérgio Sauer (UnB)
  3. Profa. Dra. Mônica Celeida Rabelo Nogueira (UnB)
  4. Prof. Dr. Rafael Litvin Villas Bôas (UnB)
  5. Prof. Dr. Philippe Pomier Layrargues (UnB)
  6. Profa. Dra. Michèle Sato (UFMT)
  7. Prof. Dr. Henri Acselrad (UFRJ)
  8. Prof. Dr. Dermeval Saviani (UNICAMP)
  9. Prof. Dr. Heitor Queiroz de Medeiros (UCDB-MS)
  10. Prof. Dr. José Vicente de Freitas (FURG)
  11. Profa. Dra. Martha Tristão (UFES)
  12. Prof. Dr. Luiz Marcelo de Carvalho (UNESP)
  13. Prof. Dr. Maurício Compiani (UNICAMP)
  14. Profa. Dra. Isabel Cristina de Moura Carvalho (UFRGS)
  15. Profa. Dra. Fátima Portilho (UFRRJ)
  16. Prof. Dr. Aloisio Ruscheinsky (UNISINOS)
  17. Prof. Dr. Antônio Fernando Silveira Guerra (Univali)
  18. Prof. Dr. Pedro Roberto Jacobi (USP)
  19. Profa. Dra. Mônica Castagna Molina (UnB)
  20. Prof. Dr. Jair Reck (UnB)
  21. Profa. Dra. Débora Pedrotti-Mansilla (UFMT)
  22. Prof. Dr. Edgar J. Gonzales Gaudiano (Universidad Veracruzana, México)
  23. Prof. Dr. João Batista Pereira Queiroz (UnB)
  24. Prof. Dr. Pablo Ángel Meira Cartea (Universidade de Santiago de Compostela, Galícia-Espanha)
  25. Prof. Msc. Eduardo Di Deus (UnB)
  26. Profa. Dra. Marília Freitas de Campos Tozoni-Reis (UNESP)
  27. Prof. Dr. Thiago Cury Luiz (UFMT)
  28. Profa. Dra. Michelle Jaber-Silva (UFMT)
  29. Profa. Dra. Juliana Rochet Wirth Chaibub (UnB)
  30. Profa. Dra. Regina Aparecida da Silva (UFMT)
  31. Prof. Msc. José Matarezi (Univali)
  32. Prof. Dr. Mauro Guimarães (UFRRJ)
  33. Profa. Dra. Cláudia Coelho Santos (UESB)
  34. Prof. Dr. Marcelo Ximenes Aguiar Bizerril (UnB)
  35. Prof. Dr. Sandro Tonso (UNICAMP)
  36. Prof. Dr. Tales Ab´Sáber (UNIFESP)
  37. Profa. Dra. Janaína Deane de Abreu Sá Diniz (UnB)
  38. Prof. Dr. Markus Kröger (Universidade de Helsinque, Finlândia)
  39. Profa. Dra. Kelci Anne Pereira (UFPI)
  40. Profa. Dra. Joelma Rodrigues da Silva (UnB)
  41. Dr. Victor Marchezini (Cemaden)
  42. Prof. Msc. Kleber Silva Rocha (UESB)
  43. Prof. Dr. Reinaldo José de Miranda Filho (UnB)
  44. Prof. Msc. Acácio Zuniga Leite (UnB)
  45. Profa. Dra. Glauce de Souza Torres (UFMT)
  46. Profa. Msc Alessandra Bueno do Grando (UESB)
  47. Profa. Dra. Tânia Cristina da Silva Cruz (UnB)
  48. Profa. Dra. Eliene Novaes Rocha (UnB)
  49. Prof. Dr. Vilmar Alves Pereira (FURG)
  50. Profa. Dra. Débora Franco Lerrer (UFRRJ)
  51. Prof. Dr. Joelson Gonçalves de Carvalho (UFSCar)
  52. Profa. Dra. Adonia Antunes Prado (UFRJ)
  53. Prof. Dr. Mário Jorge da Motta Bastos (UFF)
  54. Profa. Dra. Renata da Silva Nobrega (UNIR)
  55. Prof. Dr. Ramiro Gustavo Valera Camacho (Univ. Estadual do RN)
  56. Profa. Maria Suely Ferreira Gomes (IFPA-Campus Rural de Marabá)
  57. Profa. Dra. Marianna Assunção Figueiredo Holanda (UnB)
  58. Prof. Dr. Bernard Herman Hess (UnB)
  59. Profa. Dra. Cássia Fabiane Souza (UFMT)
  60. Profa. Dra. Giseli Dalla-Nora (UFMT)
  61. Profa. Dra. Solange Ikeda Castrillon (UNEMAT)
  62. Profa. Dra. Ilma Machado (UNEMAT)
  63. Profa. Dra. Dilma Costa (UNEMAT)
  64. Profa. Dra. Marluce Galvão Barreto (UESB)
  65. Profa. Sabrina Esperanza (EMAD-Uruguay)
  66. Prof. Msc Domingos Ailton (UESB)
  67. Profa. Dra. Dione Kitzmann (FURG)
  68. Profa. Dra. Caroline Siqueira Gomide (UnB)
  69. Profa. Dra. Leonilde Servolo de Medeiros (UFRRJ)
  70. Profa. Dra. Marilia Carla de Mello Gaia (UFSC)
  71. Prof. Dr. Attico Chassot (REAMEC)
  72. Profa. Dra. Renata Aquino da Silva de Souza (UnB)
  73. Prof. Dr. Renato Sérgio Maluf (UFRRJ)
  74. Prof. Dr. Zysman Neiman (Unifesp)
  75. Profa. Dra. Andrea Rabinovici (Unifesp)
  76. Profa. Dra. Eliete Ávila Wolff (UnB)
  77. Profa. Dra. Carla Patrícia Novais Luz (UESB)
  78. Prof. Dr. Marcos Lopes (UESB)
  79. Prof. Dr. Henyo Trindade Barreto Filho (UnB)
  80. Prof. Dr. Nathan Carvalho Pinheiro (UnB)
  81. Profa. Dra. Luciana Moreira Melhorança (UNEMAT)
  82. Profa. Dra. Ana Angélica Leal Barbosa (UESB)
  83. Profa. Msc. Valéria Lessa Mota (UESB)
  84. Prof. Dr. Paulo Alberto Santos Gentil (UNEMAT)
  85. Profa. Dra. Regina Coelly Fernandes Saraiva (UnB)
  86. Prof. Dr. Auremi Carlos Bampi (UNEMAT)
  87. Profa. Dra. Rosângela Azevedo Corrêa (UnB)
  88. Prof. Dra. Clarice Aparecida dos Santos (UnB)
  89. Prof. Dr. Guilherme José da Silva e Sá (UnB)
  90. Profa. Dra. Heloisa Sales Gentil (UNEMAT)
  91. Prof. Dr. Luiz Afonso Vaz de Figueiredo (Centro Univ. Fund. Sto. André)
  92. Profa. Dra. Ângela Martins Baeder (Centro Univ. Fund. Sto. André)
  93. Prof. Dr. Luís Antônio Pasquetti (UnB)
  94. Prof. Dr. Carlos Frederico Marés de Souza Filho (PUC/PR)
  95. Prof. Dr. José Arbex Júnior (PUC/SP)
  96. Profa. Dra. Maria Inês Escobar Costa Casimiro (UFCA-Agronomia)
  97. Prof. Dr. Tamiel Khan Baiocchi Jacobson (UnB)
  98. Profa. Dra. Walterlina Brasil (UNIR)
  99. Prof. Dr. Claus Akira Horodynski Matsushingue (UnB)
  100. Prof. Dr. Marcos Corrêa da Silva Loureiro (UFG)
  101. Profa. Dra. Cristina Célia Silveira Brandão (UnB)
  102. Profa. Dra. Walderês Nunes Loureiro (UFG)
  103. Profa. Dra. Anakeila de Barros Stauffer (Fiocruz)
  104. Prof. Dr. Pedro Fernandes Avalone Athayde (UnB)
  105. Profa. Dra. Maria Auxiliadora César (UnB)
  106. Profa. Dra. Virgínia Fontes (UFF e Fiocruz)
  107. Prof. Msc. Felipe Canova Gonçalves (UnB)
  108. Prof. Dr. Carlos Alberto Ferreira Lima (UnB)
  109. Profa. Dra. Marilena Loureiro (UFPA)
  110. Profa. Dra. Maria Ludetana Araújo (UFPA)
  111. Profa. Dra. Rosineide Magalhães de Sousa (UnB)
  112. Prof. Dr. Pedro Baia Junior (IFPA)
  113. Prof. Dr. Cláudio Tonegutti (UFPR)
  114. Profa. Dra. Leila Chalub Martins (UnB)
  115. Prof. Dr. Fernando Ferreira de Morais (UFRB)
  116. Profa. Dra. Maria de Fátima Rodrigues Makiuchi (UnB)
  117. Profa. Dra. Suzane Castrillon (UNEMAT)
  118. Profa. Dra. Maria Lídia Bueno Fernandes (UnB)
  119. Profa. Dra. Maria Osanette de Medeiros (UnB)
  120. Prof. Dr. Fernando Conde (UFV)
  121. Prof. Dr. Maciel Cover (UFT)
  122. Prof. Dr. Daniel Bin (UnB)
  123. Profa. Msc. Luciana Castro de Paula (UNIR)
  124. Prof. Msc. Fernando Michelotti (UNIFESSPA)
  125. Profa. Dra. Cynara Caroline Kern Barreto (UnB)
  126. Prof. Dr. Ivo Dickmann (UNOCHAPECO)
  127. Profs. Msc. Michelly Ferreira Monteiro Elias (UnB)
  128. Prof. Dr. Paulo Alentejano (UERJ)
  129. Profa. Dra. Ana Laura dos Reis Corrêa (UnB)
  130. Prof. Dr. Luís Flávio Godinho (UFRB)
  131. Prof. Dr. Ricardo Toledo Neder (UnB)
  132. Prof. Dr. Sírio Lopez Velasco (Furg)
  133. Profa. Dra. Elisa Guaraná de Castro (UFRRJ)
  134. Profa. Dra. Cláudia Pato (UnB)
  135. Profa. Dra. Deise Mancebo (UERJ)
  136. Prof. Dr. José Claudinei Lombardi (UNICAMP)
  137. Profa. Msc. Páulia Maria Cardoso Lima Reis (IF Sertão Pernambucano)
  138. Profa. Dra. Josimeire Aparecida Leandrini (UFFS)
  139. Prof. Dr. Pedro Osmar Flores de Noronha (UnB)
  140. Prof. Dr. Marco Antônio Perruso (UFRRJ)
  141. Profa. Dra. Jeannette Filomeno Pouchain Ramos (UNILAB)
  142. Prof. Dr. Antônio Sebben (UnB)
  143. Profa. Dra. Rachel Nunes da Cunha (UnB)
  144. Profa. Dra. Maria Luiza Pinho Pereira (UnB)
  145. Prof. Dr. Erlando da Silva Rêses (UnB)
  146. Prof. Dr. Vicente de Paulo Borges Virgolino da Silva (IFB)
  147. Prof. Dr. Bruno Milanez (UFJF)
  148. Profa. Dra. Raquel de Almeida Moraes (UnB)
  149. Prof. Dr. Tádzio Peters Coelho (UFMA)
  150. Prof. Dr. Franklin Plessmann de Carvalho (UFRB)
  151. Profa. Dra. Simone Perecmanis (UnB)
  152. Prof. Dr. Perci Coelho de Souza (UnB)
  153. Profa. Dra. Juliana da Silva Nóbrega (UNIR)
  154. Prof. Dr. Jacques de Novion (UnB)
  155. Profa. Dra. Ana Maria de Albuquerque Moreira (UnB)
  156. Profa. Dra. Andrea Francine Batista (UFPR)
  157. Profa. Dra. Ana Tereza Reis da Silva (UnB)
  158. Prof. Dr. Ferenc Diniz Kiss (UNIOESTE)
  159. Profa. Dra. Karina Kato (UFRRJ)
  160. Profa. Dra. Elizabeth Maria Mamede da Costa (UnB)
  161. Profa. Dra. Carmesina Jacobina Aires (UnB)
  162. Prof. Dr. Valdir Lamim-Guedes (Centro Universitário SENAC-SP)
  163. Profa. Dra. Fátima Lucília Vidal Rodrigues (UnB)
  164. Profa. Dra. Eliane Silva Leite (UNIR)
  165. Profa. Dra. Maria Rita Avanzi (UnB)
  166. Profa. Dra. Andreia de Oliveira (UnB)
  167. Profa. Dra. Susana Maria Maia (UFF)
  168. Profa. Dra. Cláudia Dansa (UnB)
  169. Prof. Dr. Claudinei Aparecido de Freitas da Silva (UNIOESTE)
  170. Profa. Dra. Maria da Glória Lima (UnB)
  171. Profa. Dra. Andrea Leme da Silva (UnB)
  172. Prof. Dr. Daniel Porciuncula Prado (Furg)
  173. Prof. Dr. Wellington Almeida (UnB)
  174. Profa. Dra. Raquel Giffoni Pinto (IFRJ)
  175. Prof. Dr. Luís Fernando Minasi (FURG)
  176. Prof. Dr. Lázaro Camilo Recompensa Joseph (UFSM)
  177. Prof. Msc. Wagner Valente Dos Passos (IFRS)
  178. Prof. Dr. Renato Tagnin (SP)
  179. Prof. Dr. José Juliano de Carvalho Filho (USP)
  180. Profa. Dra. Maria Lúcia Pinto Leal (UnB)
  181. Profa. Msc. Maura Pereira dos Anjos (UFSSPA)
  182. Profa. Dra. Silvia Maria Ferreira Guimarães (UnB)
  183. Profa. Dra. Maria da Glória da Veiga Pereira (UnB)
  184. Profa. Dra. Sandra Nascimento (UnB)
  185. Profa. Dra. Cristiane Portela (UnB e CEUB)
  186. Profa. Dra. Izabel Cristina Bacellar Zaneti (UnB)
  187. Prof. Dr. Thomas Ludewig (UnB)
  188. Prof. Dr. Alessandro Roberto de Oliveira (UnB)
  189. Profa. Dra. Rita Silvana Santana dos Santos (UnB)
  190. Prof. Dr. Edson Marcelo Hungaro (UnB)
  191. Prof. Dr. José Mauro Ribeiro (UnB)
  192. Profa. Dra. Liliane Machado (UnB)
  193. Prof. Msc. Laurindo Elias Pedrosa (UFG)
  194. Profa. Dra. Catiane Cinelli (UNIR)
  195. Profa. Msc. Mariana Mello Souto Maior (IFRJ)
  196. Prof. Dr. Marcelo Paraíso Alves (IFRJ)
  197. Profa. Dra. Rita Patta Rache (Furg)
  198. Profa. Valéria dos Santos de Oliveira (FAETEC)
  199. Prof. Dr. Fernando Ferreira de Morais (UFRB)
  200. Profa. Dra. Sílvia Régia Chaves de Freitas Simões (IF Catarinense)
  201. Profa. Msc. Raquel Mascarenhas (UFOP)
  202. Profa. Dra. Viviane Neves Legnani (UnB)
  203. Prof. Msc. Haroldo de Souza (UNIFESSPA)
  204. Prof. Msc. Ivan Gomes Doro Filho (IFRJ)
  205. Profa. Dra. Selma Venco (UNICAMP)
  206. Profa. Dra. Rachel Zacarias (FIVJ)
  207. Profa. Dra. Fátima Elizabeti Marcomin (UNISUL)
  208. Dra. Rachel Trajber (Cemaden)
  209. Profa. MSc. Doroty Martos (CEPV SP)
  210. Profa. Dra. Alessandro Viveiro (UNICAMP)
  211. Profa. Dra. Ana Cláudia D. Tavares (UFRJ)
  212. Profa. Dra. Sandra Regina Lestinge (UFPI)
  213. Prof. Dr. Jorge Megid Neto (UNICAMP)
  214. Prof. Dr. José Gilberto de Souza (UNESP)
  215. Prof. Dr. Carlos Eduardo Albuquerque Miranda (UNICAMP)
  216. Prof. Dr. Carlos Sautchuk (UnB)
  217. Profa. Zaira Sabry Azar (UFMA)
  218. Profa. Dra. Marísia Margarida Santiago Buitoni (UERJ)
  219. Prof. Dr. Gustavo Ferreira da Costa Lima (UFPB)
  220. Prof. Dr. Isaac Giribet Bernat (UEMA)
  221. Prof. Dr. Pedro Ivan Christoffoli (UFFS)
  222. Profa. Dra. Irene Carniatto (UNIOESTE)
  223. Prof. Dr. Clarides Henrich de Barba (UNIR)
  224. Profa. Dra. Elizabeth Santos (UFAM)
  225. Profa. Dra. Maria do Socorro Sousa de Araújo (UFMA)
  226. Profa. Dra. Renisia Cristina Garcia Filice (UnB)
  227. Profa. Dra. Alessandra Gasparotto (UFPe)
  228. Prof. Dr. José Jonas Duarte (UFPB)
  229. Profa. Dra. Zoia Prestes (UFF)
  230. Prof. Dr. Vicente Paulo dos Santos Pinto (UFJF)
  231. Profa. Dra. Ilse Gomes Silva (UFMA)
  232. Profa. Dra. Conceição Paludo (UFRGS)
  233. Prof. Dr. Luís Enrique Aguilar (UNICAMP)
  234. Profa. Dra. Ludmila Oliveira Holanda Cavalcante (UEFS)
  235. Prof. Dr. Renê José Trentin Silveira (UNICAMP)
  236. Profa. Dra. Alexandrina Monteiro (UNICAMP)
  237. Profa. Dra. Isabel Brasil (Fiocruz e UERJ)
  238. Profa. Dra. Carolina de Roig Catini (UNICAMP)
  239. Prof. Dr. Roberto Gonçalves Barbosa (UFPR)
  240. Profa. Dra. Mônica Grossi (UFJF)
  241. Profa. Msc. Andressa Kerecz Tavares (UPPR)
  242. Profa. Dra. Adriana Varani (UNICAMP)
  243. Profa. Dra. Raquel Maria Rigotto (UFC)
  244. Prof. Msc. Carlos Jorge da Silva Correia (UFAL)
  245. Profa. Dra. Maria da Glória Serra Pinto de Alencar (UFMA)
  246. Profa. Msc. Maria Adriana Fróes (CEUMA)
  247. Prof. Dr. Bruno de Athayde Prata (UFC)
  248. Prof. Dr. Giovanni Cordeiro Barroso (UFC)
  249. Prof. Dr. Fernando Mendonça Heck (IFSP)
  250. Prof. Dr. Guilherme do Val Toledo Prado (UNICAMP)
  251. Profa. Dra. Roberta Gurgel Azzi (UNICAMP)
  252. Profa. Dra. Maria Guiomar Carneiro Tommasiello (UNIMEP)
  253. Profa. Dra. Andréa Zhouri (UFMG)
  254. Prof. Dr. Gabriel Eduardo Schütz (UFRJ)
  255. Profa. Dra. Adelaide Gonçalves (UFC)
  256. Prof. Dr. Dan Furukawa Marques (Bishop´s University, Canada)
  257. Prof. Dr. Carlos Roberto da Silva Machado (FURG)
  258. Prof. Dr. Justino de Sousa Júnior (UFC)
  259. Profa. Dra. Olga Rodrigues de Moraes von Simson (UNICAMP)
  260. Prof. Dr. Horácio Antunes de Sant’Ana Júnior (UFMA)
  261. Prof. Msc. Mário Mariano Ruiz Cardoso (UFVJM)
  262. Profa. Dra. Gabriela Castellano (UNICAMP)
  263. Prof. Dr. Francisco Carlos Gândara (UFPI)
  264. Prof. Dr. Raul Vinhas Ribeiro (UNICAMP)
  265. Profa. Dra. Emília Wanda Rutkowski (UNICAMP)
  266. Profa. Dra. Ada Cristina Pontes Aguiar (UFCA)
  267. Profa. Dra. Amnéris Ângela Maroni (UNICAMP)
  268. Prof. Dr. Aécio Alves de Oliveira (UFC)
  269. Profa. Dra. Elisabeth Barolli (UNICAMP)
  270. Profa. Dra. Eliane Tomiasi Paulino (UEL)
  271. Profa. Msc. Diane Ivanise Fiamoncini (IFB)
  272. Profa. Dra. Maria José Costa dos Santos (UFC)
  273. Prof. Dr. Geraldo Daniel Alves Bosso (UNICAMP)
  274. Profa. Dra. Christiane Neme Campos (UNICAMP)
  275. Profa. Dra. Carla Cecília Serrão Silva (UFMA)
  276. Prof. Dr. Stelio Marras (USP)
  277. Profa. Dra. Áurea Maria Guimarães (UNICAMP)
  278. Prof. Dr. Edson Corrêa da Silva (UENF)
  279. Profa. Dra. Alessandra Ancona de Faria (UNICAMP)
  280. Prof. Dr. Pedro Ganzeli (UNICAMP)
  281. Profa. Dra. Nádia Farage (UNICAMP)
  282. Profa. Dra. Irenísia Torres de Oliveira (UFC)
  283. Prof. Dr. Luiz Antonio Barrera San Martin (UNICAMP)
  284. Profa.  Dra. Antônia Almeida Silva (UEFS)
  285. Prof. Dr. Mário Roberto Ferraro (UEG)
  286. Prof. Dr. Sávio M. Cavalcante (UNICAMP)
  287. Profa. Dra. Marcia de Paula Leite (UNICAMP)
  288. Profa Dra. Corinta Maria Grisolia Geraldi (UNICAMP)
  289. Prof. Dr. Joao Wanderley Geraldi (UNICAMP)
  290. Profa. Dra. Ivany R. Pino (UNICAMP)
  291. Profa. Dra. Ângela Soligo (UNICAMP)
  292. Profa. Dra. Ana Lúcia Goulart de Faria (UNICAMP)
  293. Profa. Dra. Ana Maria Falcão de Aragão (UNICAMP)
  294. Prof. Dr. Antônio Miguel (UNICAMP)
  295. Profa. Dra. Aparecida Neri de Souza (UNICAMP)
  296. Profa. Dra. Vera Margarida Lessa Catalão (UnB)
  297. Profa. Dra. Gabriela Guarnieri de Campos Tebet (UNICAMP)
  298. Profa. Dra. Maria José P.M. Almeida (UNICAMP)
  299. Profa. Dra. Nora Krawczyk (UNICAMP)
  300. Prof. Dr. Sérgio A. S. Leite (UNICAMP)
  301. Prof. Dr. Sílvio Gallo (UNICAMP)
  302. Prof. Msc. Fidelis Martins Paixão (UFPA)
  303. Prof. Dr. João Frederico C. A. Meyer (UNICAMP)
  304. Profa. Dra. Dirce Djanira Pacheco e Zan (UNICAMP)
  305. Profa. Dra. Gelsa Knijnik (UNISINOS)
  306. Prof. Dr. Heleno Rodrigues Corrêa Filho (UNICAMP)
  307. Profa. Dra. Nilda Alves (UERJ)
  308. Prof. Dr. José Roberto Zan (UNICAMP)
  309. Prof. Dra. Itala Maria Loffredo D'Ottaviano (UNICAMP)
  310. Prof. Dr.Michel Sadalla Filho (UNICAMP)
  311. Profa. Dra. Sueli Irene Rodrigues Costa (UNICAMP)
  312. Prof. Dr. Humberto Calloni (FURG)
  313. Prof. Dr. Agustín Cano Menoni (Universidad de la República de Uruguay)
  314. Prof. Dr. Djoni Roos (UNIOESTE)
  315. Profa. Dra. Uende Aparecida Figueiredo Gomes (UFMG)
  316. Profa. Dra. Celecina de Maria Veras Sales (UFC)
  317. Prof. Rodrigo García Ferreira (Universidad de la República de Uruguay)
  318. Prof. Dr. João Batista de Albuquerque Figueiredo (UFC)
  319. Profa. Dra. Vera Lúcia Jacob Chaves (UFPA)
  320. Profa. Dra. Gema Galgani Silveira Leite Esmeraldo (UFC)
  321. Profa. Dra. Simone Sendim Moreira Guimarães (UFG)
  322. Prof. Msc. Márcio Rolo (EPSJV/FIOCRUZ)
  323. Profa. Dra. Geisa do Socorro Cavalcanti Vaz Mendes (Univás)
  324. Profa. Dra. Valéria Ghisloti Iared (UFPR)
  325. Prof. Dr. José Carlos de Araújo (UFC)
  326. Prof. Dr. João dos Reis Silva Júnior (UFSCar)
  327. Profa. Dra. Andréa Rosana Fetzner (UNIRIO)
  328. Profa. Dra. Carmen Irene Correia de Oliveira (UNIRIO)
  329. Profa. Dra. Ângela Maria Zanon (UFMS)
  330. Prof. Dr. Aurélio Ribeiro Leite de Oliveira (UNICAMP)
  331. Prof. Dr. Valdemir Miotello (UFSCar)
  332. Profa. Dra. Ana Aguiar Cotrim (UnB)
  333. Profa. Dra. Ana Flávia Moreira Santos (UFMG)
  334. Prof. Dr. Tibério Leonardo Guitton (UnB)
  335. Prof. Dr. Alberto Teixeira da Silva (UFPA)
  336. Prof. Budd Hall (UNESCO Chair in Community Based Research and Social Responsibility in Higher Education – University of Victoria – Canadá)
  337. Prof. Dr. Jutta Gutberlet (University of Victoria – Canadá)
  338. Dr. Gabriela McBee (University of Victoria – Canadá)
  339. Dr. Dan Russek (University of Victoria – Canadá)
  340. Dr. Ana Maria Peredo (University of Victoria – Canadá)
  341. Dr. Beatriz Alba Koch (University of Victoria – Canadá)
  342. Dr. Margo Matwychuk (University of Victoria – Canadá)
  343. Dr. Crystal Tremblay (University of Victoria – Canadá)
  344. Dr. Bernard Henin (University of Victoria – Canadá)
  345. Dr. Thomas Heyd (University of Victoria – Canadá)
  346. Profa. Dra. Izabela Brochado (UnB)
  347. Prof. Dr. José Damiro de Moraes (UNIRIO)
  348. Prof. Dr. Luciano Fernandes Silva (UNIFEI)
  349. Prof. Dr. Luiz Carlos Santana (UNESP)
  350. Profa. Dra. Paula Petracco (IFB)
  351. Profa. Dra. Cristiana Costa Lima (UFMA)
  352. Prof. Dr. Jorge Luís da Silva Grespan (USP)
  353. Profa. Dra. Maria do Socorro Xavier Batista (UFPB)
  354. Prof. Jokin Alberdi Bidaguren (Universidad del País Vasco /Euskal Herriko Unibertsitatea - País Vasco (Espanha)
  355. Profa. Dra. Nadir Castilho Delizoicov (UNOCHAPECÓ)
  356. Prof. Dr. Mauro Giuntini (UnB)
  357. Prof. Dr. Luiz Roberto Santos Moraes (UFBA)
  358.  Profa. Dra. Suzete Rosana de Castro Wiziak (UFMS)
  359. Prof. Dr. Angelo Antonio Abrantes (UNESP)
  360. Dr. Benjamin Bunk, Max-Weber-Centre for Advanced Studies at the University of Erfurt (ALEMANHA)
  361. Prof. Dr. Carlos José Sousa Passos (UnB)
  362. Prof. Dr. Ronaldo Eustáquio Feitoza Senra (IFMT)
  363. Prof. Msc. Júlio Correa de Resende Dias Duarte (IFMT)
  364. Profa. Dra. Imara Pizzato Quadros (IFMT)
  365. Profa. Dra. Ana Maria Motta Ribeiro (UFF)
  366. Profa. Dra. Liana Brito de Castro Araújo (UECE)
  367. Profa. Dra. Marly de Jesus Sá Dias (UFMA)
  368. Profa. Dra. Marília Lomanto Veloso (UEFS)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
(3) MANIFESTO INDIVIDUAL 
Tem que preencher o formulário google, caso tenha problemas, escrever para: djalma@veracidade.eco.br


Universidade a serviço do povo e da sociedade! 

Pela agroecologia e pela reforma agrária!

Nós, ecologistas, ambientalistas, professores e professoras, estudantes, membros da comunidade acadêmica, militantes de movimentos sociais, agricultores e agricultoras, entusiastas, articuladores (as) da agroecologia e da permacultura, dentre outras tantas atuações e origens, repudiamos a lógica de uma universidade a serviço exclusivo das elites brasileiras e que funciona como correia de transmissão dos interesses das classes dominantes, das corporações e do empresariado.
Somos solidários ao professor Marcos Sorrentino, alvo de sindicância e perseguição ideológica na ESALQ por ousar fazer da universidade um espaço plural, crítico e emancipador, trazendo para dentro dela um dos maiores movimentos sociais do mundo, promovendo a troca de saberes e o intercâmbio de conhecimentos necessários à formação de indivíduos plenos e conscientes do mundo que os cerca.
Naturalizou-se a produção científica em prol do mercado e a pesquisa acadêmica para benefício da industria e das empresas, que se utilizam de cada avanço desenvolvido nas universidades (portanto com dinheiro público, coletivo) para otimizar seus lucros e sua produtividade. A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), se consolida enquanto um agente público que exporta os melhores quadros direto para o agronegócio, realizando uma transmissão direta de recursos públicos por meio de pesquisa e formação de profissionais para o setor privado.
A universidade não deve aprofundar ainda mais o abismo social existente, mas justamente atenua-lo! É seu dever apresentar-se de maneira inclusiva, propiciando reflexões sociais amplas e críticas a seus estudantes, bem como realizar um necessário contraponto no sentido de ser útil à sociedade e à coletividade que nela investe. A universidade é local de emancipação e não manutenção da ordem desigual vigente.
Em tempos de polarização e criminalização da política, não podemos tolerar tais perseguições e ataques que se multiplicam dia após dia. Estamos em uma batalha que se desenrola em muitas frentes, e a função e o sentido da universidade é um de seus palcos principais.
A universidade deve estar a serviço do povo, da transformação e da produção de conhecimento para o bem comum. Isso faz com que ela esteja definitivamente alinhada com a agroecologia, com a reforma agrária e com todos os movimentos que visam uma transformação estrutural e positiva à imensa maioria da sociedade marginalizada e vulnerabilizada por um estado de coisas que perpetua a desigualdade e a miséria, concentrando riquezas na mão de poucos e banalizando as injustiças.
É por isso e por muitas outras razões que nós, abaixo assinados, nos solidarizamos contra a perseguição ideológica sofrida pelo professor, exigimos que a citada sindicância seja extinta e que a universidade abra suas portas às demandas sociais, à comunidade e propicie um desenvolvimento pleno aos seus estudantes e funcionários.

*
Post a Comment